Feeds:
Comentários

Archive for maio \14\UTC 2011

Quando ligamos a televisão para assistir ao noticiário, ficamos estarrecidos com o que acontece no mundo e, principalmente, no Brasil: corrupção política, o aumento assustador da violência, a impunidade dos criminosos, a bandidagem nas mais altas esferas da sociedade, e muito mais! O noticiário de hoje, 13-5-2011, nos trouxe algo revoltante. O Ministério da Educação, que deveria fazer jus a esse nome, aprovou um livreto que realmente pretende destruir a língua portuguesa. Como já sabemos, a educação no Brasil vai de mal a pior — falta de professores, professores mal pagos, evasão escolar, problemas no ENEM, e  uma infinidade de outros problemas. E agora, como se não bastasse tudo isto, vem essa porcaria que ensina os estudantes do Brasil a falar mal, uma verdadeira apologia ao analfabetismo! O livro tem o nome de Por uma vida melhor, da coleção Viver, aprender. A autora, Heloísa Ramos, que defende as inovações inconsequentes contidas nesse livreto, se quisesse voltar atrás e prestar um bom serviço à educação deste país, jogaria tal “obra” no lixo. A sua aprovação pelo MEC é um contrassenso, uma inversão de valores. Ela cita um exemplo de como se deve falar a bela língua de Camões — “os livro ilustrado mais interessante estão emprestado”. Há outros exemplos: “nós pega o peixe” ou “os menino pega o peixe”. Que coisa grotesca, obra de irresponsáveis! Como já sugerimos, o lugar de tal livreto é no lixo, e não na biblioteca de quem quer aprender a língua portuguesa. Que descaso com a educação do nosso povo! É Ministério da Educação ou Ministério da Picaretagem? Já tivemos neste país alguns ministros da educação cultos e responsáveis. Um exemplo positivo é o Dr. Gustavo Capanema. Mas isto já faz muito tempo. Que contraste!

Anúncios

Read Full Post »

Constituição versus fundamentalismo religioso

A decisão histórica do Supremo Tribunal Federal de quinta-feira, 5 de maio de 2011, de reconhecer a união estável entre homossexuais no Brasil despertou, como era de se esperar, a reação de grupos religiosos que consideram tal decisão uma agressão à família.  A Procuradoria Geral da República e o governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, trabalharam no sentido de que o STF reconhecesse o que já é um fato, pois existem muitos casais homossexuais, mas alguns dos seus direitos fundamentais lhes são negados. Os conservadores e fundamentalistas religiosos demonstraram sua desaprovação pela internet. Uma das principais armas dos fundamentalistas religiosos, que não querem reconhecer a igualdade de direitos de todos os cidadãos deste país, é a sua afirmativa de que “a Bíblia condena o homossexualismo”. Sim, mas há tantas outras coisas que a Bíblia condena e que não lhes desperta muito a atenção. Exemplos: a Bíblia condena o sexo pré-marital, condena as relações sexuais extra-conjugais e tantas outras coisas. A moral bíblica é muito mais rígida e mais profunda do que eles imaginam. Basta alguém “olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela” (Mt 5:28). E os numerosos casos de pedofilia noticiados pela imprensa? O sexo pervertido não existe somente entre os homossexuais, mas é só neste caso que eles fazem tanto estardalhaço! Mas a moral bíblica vai muito além. Não é rígida somente no aspecto sexual, mas em todos os aspectos da conduta humana. Estrita honestidade — Deus não aceita nada menos do que isto. Existe certo “pastor” evangélico que já adquiriu notoriedade pela maneira como trata a questão homoafetiva. Ele se apresenta como um profeta de Deus e defensor dos valores da família e do Cristianismo. Participa de debates, prega out-doors em lugares bastante visíveis, etc. Está sempre malhando os gays. No entanto, esse mesmo “pastor” emprega meios nada escrupulosos para arrecadar dinheiro e enriquecer à custa de pessoas ignorantes e supersticiosas. Ele ensina as pessoas a comprar as bênçãos de Deus apresentando o falso evangelho da teologia da prosperidade. Para ele é, de fato, prosperidade. Consegue encher os bolsos. Está rico. Possui até avião! “Movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias” (2Pe 2:3). Esse mesmo “pastor”, devido à sua postura gananciosa e nada cristã, recebeu alguns epítetos curiosos: Silas Malacheia, Silas Maracutaia, etc. Para ele, o enriquecimento ilícito não é pecado! Se ele quiser ver uma tremenda harpia, grande hipócrita  e explorador, basta olhar no espelho. Mas o senhor Silas Maracutaia não é o único que faz do povo negócio com palavras fingidas. Há uma corja de “pastores” evangélicos que prosperam financeiramente explorando a boa-fé dos incautos. Jesus comparou os fariseus de Seus dias aos sepulcros caiados (Mt 23:27), formosos só na aparência. O que Ele diria dos fariseus de hoje? Os tais não têm autoridade moral para condenar os gays. Não estou querendo acusar nem defender os homossexuais, mas estou defendendo a igualdade de direitos garantida pela Constituição democrática. Ninguém deve ser considerado cidadão de segunda classe por causa da cor da pele, preferência religiosa ou orientação sexual. Portanto, a decisão do STF neste sentido foi uma decisão acertada. A laicidade do Estado brasileiro é outro fato que incomoda os religionistas. É muito melhor um país laico do que um país governado por fanáticos religiosos. Eles gostariam de governar e impor a sua vontade retrógrada, intolerante e autoritária. Mas os piores crimes registrados nas páginas da História foram cometidos por religiosos fanáticos: Idade Escura e Inquisição, matança de S. Bartolomeu, guerras de religião que ensanguentaram a Europa nos séculos XVI e XVII, uma infinidade de perseguições religiosas, são alguns exemplos. É muito melhor usar os textos bíblicos que apresentam a caridade e a tolerância do que empregar a Bíblia como um açoite para fustigar os outros e promover a violência e a intolerância.  Religionista hipócrita: “Tira primeiro a trave do teu olho  e, então, verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão” (Mt 7:5).

Read Full Post »

As bizarrices do Cristianismo apostatado

Assisitndo ao noticiário, ouvimos certas afirmações que nos levam a reflitir sobre a questão anímica, como por exemplo: o repórter que estava fazendo a cobertura do casamento real do príncipe William e Catherine Middleton saiu-se com esta, afirmando que São Pedro cooperou com as atividades festivas do dia, porque não choveu. Mas esse repórter da TV Globo não é o único a fazer tal afirmação. Ouvimos isto reiteradas vezes. Mas, o que tem São Pedro a ver com as condições climáticas? É ele quem manda chuva ou sol, tornados, inundações, etc.? Esse Apóstolo de Cristo foi martirizado há quase dois mil anos, condenado pelo imperador Nero, o mesmo que condenou o Apóstolo Paulo a ser decapitado e levou à morte milhares de cristãos. Todos esses cristãos hoje se encontram no pó da terra, aguardando a manhã gloriosa da ressurreição, como afirmou o Apóstolo Paulo, prevendo a morte que se aproximava: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda” (2Tm 4:7, 8). Não queremos nos delongar, mas se o grande Apóstolo dos Gentios esperava a recompensa por ocasião da Segunda Vinda de Cristo, como podem outros afirmar que as pessoas ao morrerem vão para o Céu, inferno, purgatório, etc.? Outra “pérola” do dia: o caixão do Papa João Paulo II foi retirado do túmulo para se proceder à cerimônia de beatificação. E o que está por trás dessa beatificação? Alguém afirmou que foi curada do mal de Parkinson por intercessão de João Paulo II. Perguntamos: Pode o corpo sem vida do pontífice que morreu há mais de seis anos interceder pelos vivos? A resposta seria imediata: “Não é o corpo, mas a alma do Papa que intercede.” A alma? Aqui vemos a grande influência da filosofia grega sobre a religião cristã. Mas, para nós o que interessa é o que dizem as Escrituras Hebraicas: “Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco eles têm jamais recompensa, mas a sua memória ficou entregue ao esquecimento. Até o seu amor, o seu ódio e a sua inveja pereceram e já não têm parte alguma neste século, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol” (Ec 9:5-6). Lemos acerca das igrejas caídas, que enganam milhões de pessoas, fazendo-as acreditar em idéias fúteis do paganismo: “Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição” (Ap 18:3). O vinho da sua prostituição, sem dúvida, se refere às doutrinas falsas e pervertidas herdadas do paganismo. Em Apocalipse 17 nos é dito: “Os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua prostituição” (Ap 17:2). A comparação não nos deixa dúvidas. Como se porta uma pessoa embriagada? Ela age e fala de maneira inconsequente. Suas palavras também denunciam que se trata de alguém que está sob o efeito de bebida intoxicante. Assim agem os adeptos das igrejas da Cristandade que crêem nas doutrinas errôneas que lhes foram inculcadas na mente. É por isso que dizem que São Pedro manda chuva, que a intercessão de um morto cura as enfermidades dos vivos, e assim por diante. Mas estas bizarrices não se encontram somente nas doutrinas falsas ensinadas por essas igrejas. Quando passamos perto de uma igreja pentecostal ouvimos uma barulheira infernal. Pessoas gesticulando, pulando, pronunciando palavras desconexas. Eles afirmam ser isto o dom de línguas! Quando o “espírito” baixa é uma gritaria que se pode ouvir de longe. Que espetáculo grotesco! É alegria e divertimento para o príncipe das trevas. Mas as pobres almas iludidas acreditam ser isto a manfestação do Espírito Santo! Poderia haver maior ilusão? E o que dizer dos dirigentes religiosos que exploram a boa-fé de uma população ignorante, prometendo prosperidade aos que lhes entregam os seus minguados recursos? Cremos que em um dia não muito distante Deus entrará em juízo contra os dirigentes enganadores das falsas igrejas da Cristandade, tanto do setor católico quanto do setor protestante de Babilôna, a mãe e suas filhas. Veja Apocalipse 17:5.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: